IOS vs ANDROID – Qual é o melhor em acessibilidade?

Se você quer uma resposta curta para a pergunta do título, compre um iPhone, iPad ou iPod e seja feliz. Mas eu estaria sendo, digamos, um tanto quanto leviano, se me desse ao trabalho de escrever um texto para apenas dar uma resposta curta, então vamos as minhas opiniões.

Antes de tudo deixa eu esclarecer uma coisinha, acho uma bobagem sem tamanho a “briga”, coloquei entre aspas, que muita gente adora promover por aí sobre IOS e Android,, bem como acho a mesma coisa sobre times de futebol, política ou religião. Não que essas coisas não devam ser discutidas, ao contrário, devem sim, mas não com o viés do “o meu membro é maior que o seu”.

Estou deficiente há pouco mais de 10 anos, nesse tempo, como quase todos os deficientes visuais, passei pelo Nokia com talks, testes com o Android, até chegar ao iPhone. No meu caso o iPhone veio antes de testar um Android.

Posso afirmar, com toda a certeza, que o iPhone mudou a minha vida, não teria acesso a tanta coisa, a tantos serviços, e com tanta facilidade se não existisse um brinquedo assim.

Essa facilidade a que me refiro deve-se ao fato da Apple nos contemplar com um leitor de telas nativo no sistema, ou seja, não é um aplicativo, o VoiceOver está disponível em qualquer dispositivo da empresa e esses são iguais para todos, pois isso sim é acessibilidade. Eu falei dispositivo por um motivo bem simples, todos os produtos da marca possuem acessibilidade, portanto o seu iPhone, Mac, iPad e outros são exatamente iguais aos meus, que sou cegueta.

Já temos aqui alguns motivos em que se baseiam a minha opinião, o conceito de acessibilidade levado a sério, leitor de telas nativo do sistema e todos os produtos da marca possuírem tal possibilidade.

Voltemos ao IOS, não só para o cego ou baixa visão você vai encontrar recursos, mas para o deficiente auditivo, deficiente físico, de mobilidade, idosos etc. Focando no VoiceOver, que é a minha área, a facilidade no uso e a intuitividade são os principais fatores. Dificilmente você ou alguém da sua família vai fazer alguma coisa errada que seja irreversível, o sistema não permite que isso aconteça, você precisa ter realmente muito conhecimento para modifica-lo a esse ponto.

Está aí uma crítica dos Androiders, o sistema IOS é muito fechado... como cada um olha para a nuvem e vê um bicho diferente, na minha opinião, essa é a melhor característica do sistema, pois assim a empresa pode realmente integrar hardware e software, além de conseguir uma curadoria mais apurada. Eu costumo responder a essa crítica com uma pergunta, o que você faz no seu Android, por ser aberto, que eu não faço no meu iPhone? Passar música via bluetooth? Se eu estivesse vivendo em 1998 talvez isso fizesse realmente falta.

Provocações a parte, fora coisas mirabolantes, como trocar totalmente o sistema Android porque ele foi extremamente personalizado pela marca que você comprou ou necessidades muito específicas, só consigo ver desvantagens em um sistema muito aberto, tais como facilidade na entrada de vírus, fishing, spyware ou qualquer coisa parecida.

Falando nisso, é justamente essa abertura e falta de uma obrigatoriedade de seguir padrões que faz com que as empresas coloquem muitos aplicativos cuja única função é promover elas mesmas, deixando assim o sistema lento e poluído.

Claro que, eu reconheço, essa mesma diversidade e abertura faz com que seja possível existir smartphones baratos e até geladeiras rodando a mesma coisa.

Mas como aqui estou falando de acessibilidade, não ter um padrão ou mesmo não ser obrigatório uma empresa oferecer o Talkback, leitor de telas do Android, prejudica muito a experiência do deficiente visual. Quantas vezes você já ouviu a resposta “depende” para a pergunta: qual aparelho com android é o melhor em acessibilidade?

No caso do iPhone a resposta é simples, compre qualquer um a partir do 3GS, que vamos combinar, nem existe mais...

Eu sei, você já está me xingando de coxinha, que faço parte de uma elite, que iPhone é caro demais e bla bla bla... mas você já se perguntou e fez a conta pra saber se é realmente caro?

Quanto tempo você consegue ficar com o seu aparelho antes de ele ficar lento? Quantas vezes você trocou ou quis trocar de aparelho nos últimos 3 anos? Quantas vezes você quis jogar o aparelho na parede porque o talkback travou ou não correspondeu ao seu gesto?

Para ter uma experiência parecida, digamos, uns 80%, com a fluidez e estabilidade do VoiceOver você precisa comprar um aparelho top de linha, ou seja, o mesmo preço, ora vejam, caro, do iPhone.

Por exemplo, tive um Moto X, excelente aparelho, considerado um dos Androids mais puros, e sendo assim, eu teria uma usabilidade melhor certo? Errado... não consegui ter autonomia para ativar o Talkback sozinho, por diversas vezes o aparelho não respondia aos meus gestos. Existe muita porcaria a ser instalada para, em teoria, melhorar a sua experiência e isso faz com que o cego seja, no mínimo, também um Geek.

Culpa da Motorola? Claro que não, mas esse é o problema, como a Google vai controlar isso se deixa a cargo de cada empresa? Por que o Android já não é distribuído com uma experiência nativa e decente de acessibilidade?

Sim, eu sei, muitos hardwares, muitas possibilidades, então que o Google faça o trabalho dele direito nos próprios aparelhos.

Eu sei também que a Samsung está tentando fazer um bom trabalho, mas eu tenho sempre a sensação, nesse caso em se tratando de acessibilidade,, de que eu possa estar comprando uma BMW 1.0, quando na verdade poderia ter debaixo do capô um belo V6.

Uso iPhone desde o modelo 4S, nenhum até agora me deixou na mão, nenhum ficou lento a ponto de não poder usar, muito menos o VoiceOver me abandonou.

Gostaria muito que o Android fosse assim, adoraria ter essa concorrência também na acessibilidade, assim teríamos muito mais liberdade e poderíamos, quem sabe, gastar menos.

Qual a minha sugestão? Precisamos cobrar mais do Google, da Samsung, da Motorola, da LG e de todas as outras, precisamos ter opções equivalentes, concorrência real em se tratando de acessibilidade. Enquanto isso não acontece, teste um iPhone, vá até uma Apple Store oficial ou a uma revenda autorizada, você vai se surpreender com o excelente atendimento para nós, deficientes, ou ainda, peça a um amigo que tenha o aparelho, caso ele seja vidente basta pedir para entrar em ajustes, geral, acessibilidade, VoiceOber e ativá-lo. Em minha opinião pessoal, se eu fosse você, juntava dinheiro para comprar um iPhone, se você não pode em hipótese nenhuma fazer isso, ok, pelo menos tem uma opção que vai te atender nas coisas básicas. Se você gosta e prefere, aí é uma outra coisa, respeito isso e é óbvio que gosto é uma questão particular, mas não posso deixar de afirmar que, sim, o IOS é hoje mais acessível e a melhor coisa que você pode ter em seu bolso ou bolsa.

Quanto estou ganhando da Apple? Infelizmente nada, apenas gostaria que todas as empresas tivessem essa mentalidade e mais ainda, que todos pudessem ter essa experiência na ponta dos dedos, já que, nesse caso, eles são os nossos olhos.

Até a próxima,
Fernando Scalabrini